Sábado, 15 Junho 2024

 

 

Horário da Secretaria (de 2ª a 6ª)

de abril a setembro: 13.30h às 19.30h

de outubro a março: 13.30h às 19.00h

[ver - datas de Reuniões Ordinárias 2020]

Martinho Ondas e Carlos Lima, patrocinaram uma homenagem a elementos marcantes do Grupo Desportivo Castelense

Entre o dia 24 e 27 de agosto realizou-se a festa em Honra de Nossa Senhora de Guadalupe, que como sempre teve, nestes dias, uma multidão a assistir aos vários momentos proporcionados pelo excelente cartaz. Deixo os parabéns ao Padre Xavier à comissão de festas e a todos os que contribuíram para a realização da festa.

A junta de freguesia contratou uma empresa para executar uma limpeza no sábado, no final do cortejo e no domingo de manhã na recolha de sacos e colocação nos dois contentores que solicitamos aos serviços municipalizados. Porém, e continuando com a falta de sorte no tema limpezas, a equipa contratada teve um acidente de viação na manhã de sábado desfazendo assim a estratégia da junta e da comissão de festas. Felizmente não houveram feridos graves e na quarta-feira seguinte procederam à limpeza.

No dia 31 de agosto estive no museu arqueológico com o arqueólogo da câmara municipal, e com o arqueólogo que tinha levado peças do museu para realizar um estudo, para restituir aos seus lugares as peças que tinham sido levadas.

No dia 1 de setembro, os emigrantes Castelenses de Toronto, Martinho Ondas e Carlos Lima, patrocinaram uma homenagem a elementos marcantes do Grupo Desportivo Castelense que já não se encontram entre nós. Agradeço o convite para participar na inauguração da placa comemorativa do evento e deixo um bem-haja para estes emigrantes que não esquecem quem tanto fez, neste caso, por uma associação desportiva.

No dia 5 de setembro estive na visita da Ministra da Habitação, Marina Gonçalves, a Viana do Castelo para a assinatura do reforço de verba para Estratégia Local de Habitação de Viana do Castelo 2021-2026. De salientar que está prevista uma verba de 660.000,00€ (em fase de projeto) para a reabilitação da Urbanização Municipal de Sendim de Baixo, mais conhecida entre nós Castelenses como “bairro da praia”.

A junta de freguesia está a trabalhar para que a estratégia local de habitação passe também por Castelo do Neiva e proporcione habitação a preços razoáveis aos jovens Castelenses, pois com o reforço só para o concelho de Viana do Castelo estão previstos mais de 50 milhões de euros.

No sábado dia 9 de setembro, a convite do presidente da junta de freguesia de Chafé, António Lima, estive presente na festa em Chafé para assistir ao cortejo etnográfico. No domingo, dia 10, voltei a Chafé para participar na procissão. Agradeço o convite e deixo os parabéns aos nossos vizinhos pela excelente festa que apresentaram.

Ainda no sábado, ao início da noite estive presente no convívio, em Portela Susã, que as três juntas de freguesia (Castelo do Neiva, U.F. Serreleis e Serreleis e U.F. Subportela, Deocriste e Portela Susã) proporcionaram aos voluntários da “Just a Change”. Esta organização é uma associação sem fins lucrativos que reconstrói casas para pessoas carenciadas em Portugal, e fez uma intervenção em Castelo do Neiva, ajudando a reabilitar uma habitação. Deixo um agradecimento ao Centro Social e Paroquial de Castelo do Neiva que providenciou refeições aos voluntários.

Na quarta feira dia 13 de setembro assinei o contrato para a pavimentação que falta da rua da Senhora da Boa Sorte. Lembro que esta rua já tinha sido intervencionada para alargamento e pavimentação, mas ficou por fazer a parte final junto à avenida da praia. E ficou por fazer na expetativa de se conseguir, entretanto, alargar. Passado este tempo todo, os moradores desta rua continuavam a ver o acesso às suas moradias a degradar-se, com prejuízo para os seus veículos e faziam chegar à junta de freguesia o seu descontentamento, por isso está na hora de avançar.

Esta intervenção infelizmente terá se ser pavimentada com tapete betuminoso e por duas razões que estão diretamente ligadas. A questão técnica e a questão económica. Nesta zona existe muita pedra, o que teríamos de fazer uma de duas coisas se optássemos por pavimentar em calçada ou cubo: cortar pedra (de difícil execução entre edifícios de habitação, com risco de afetar as paredes das mesmas) ou levantar a cota da rua (difícil de gerir as cotas das entradas e dos terrenos contíguos). Este tipo de intervenção associado ao custo do material e mão de obra fez com que tomássemos a opção pelo betuminoso.

Também no dia 13 estive na inauguração de uma exposição na escola Carteado Mena em Darque.

No sábado dia 16 de Setembro, a convite do Chefe do Agrupamento, visitei o Campo Escola do Agrupamento 537 – Castelo do Neiva, com o Presidente da Câmara, Vereador da Cultura e da Educação e a Direção Regional. O encontro serviu para dar a conhecer a grande dinâmica do campo escola e definir estratégias para o desenvolvimento do agrupamento num futuro próximo.

Mensagens Anteriores